Arquivo de Fevereiro, 2016

A grande festa

am2

Por mais de seis meses o pátio ficou fechado e a gente não podia brincar nem tomar sol. Ninguém sabia porquê. Uma vez na semana, dona Odete saia com grupos de dez crianças para passear na praça da cidade, mas brincar não podia.

“Não corre, moleque! Arruma esse cabelo, menina! Cuidado com a senhora, pelo-amor-de-deus! Vocês são órfãos, não são animais!” Era um maltrato atrás do outro e então, um dia, começou o alvoroço para a inauguração do pátio.

“Vai ter uma fonte”, eles disseram. E era gente bonita e cheirosa passando pra cima e pra baixo o dia todo. Veio até o prefeito da cidade com a esposa. A gente teve que ficar quietinho no quarto, só deixaram a molecada ver a tal fonte já de noitinha, quando todo mundo já tinha ido embora e a festa já tinha acabado.

 

publicado originalmente em URL: http://tmblr.co/ZKdS5y215OB7_

Deixe um comentário

Saudade

Hoje o dia está nublado aqui, a saudade de ti me abateu por inteiro.

Há muito tempo que não te vejo e hoje achei essa fotografia. Não lembro quando foi tirada, as memórias ainda estão confusas e dançam como nós dançamos no dia deste registro.

Queria ter visto você crescer, brincar, sorrir, estudar, virar uma mulher, desabrochar para a vida. Queria ter te mostrado o quanto te amo, ter cuidado de você, te acompanhado pela vida, mesmo sabendo que você cresceria e um dia me deixaria.

Mas eu, eu que fui embora, não por querer, mas porque as coisas são assim.
Dizem que um dia vamos nos encontrar novamente e fico pensando se te reconhecerei. Será que você estará como quando nos vimos pela ultima vez ou será já uma mulher adulta? Você lembrará de mim? Não sei se aqui o tempo passa como quando eu estava vivo, mas o meu amor permanece o mesmo, tenha certeza, minha filha.am1

publicado originalmente em URL: http://tmblr.co/ZKdS5y1ydevaW

Deixe um comentário