A grande festa

am2

Por mais de seis meses o pátio ficou fechado e a gente não podia brincar nem tomar sol. Ninguém sabia porquê. Uma vez na semana, dona Odete saia com grupos de dez crianças para passear na praça da cidade, mas brincar não podia.

“Não corre, moleque! Arruma esse cabelo, menina! Cuidado com a senhora, pelo-amor-de-deus! Vocês são órfãos, não são animais!” Era um maltrato atrás do outro e então, um dia, começou o alvoroço para a inauguração do pátio.

“Vai ter uma fonte”, eles disseram. E era gente bonita e cheirosa passando pra cima e pra baixo o dia todo. Veio até o prefeito da cidade com a esposa. A gente teve que ficar quietinho no quarto, só deixaram a molecada ver a tal fonte já de noitinha, quando todo mundo já tinha ido embora e a festa já tinha acabado.

 

publicado originalmente em URL: http://tmblr.co/ZKdS5y215OB7_

Advertisements
  1. Deixe um comentário

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: